Como investir em e-mail marketing para o seu negócio de forma estratégica

Investir ou não investir em e-mail marketing? Esta é uma pergunta que muitas empresas fazem na hora de definir em quais canais irão desenvolver suas estratégias de marketing, enquanto muitos acreditam que o e-mail morreu, outros utilizam a estratégia para faturar milhares de reais.

 

Neste artigo nós vamos ajudar você a descobrir se realmente o e-mail morreu e quais são as melhores formas de utilizar essa ferramenta para aumentar as vendas da sua empresa.

8 passos para uma estratégia ao investir em e-mail marketing

 

 1.       Escolha a plataforma para investir em e-mail marketing

Antes de qualquer coisa, é preciso saber qual plataforma de e-mail marketing utilizar. São várias as opções e funcionalidades, assim pesquise e escolha aquela que esteja mais alinhada com seu negócio e com a estratégia de e-mail marketing que pretende trabalhar.

 

2.       Faça a captação de leads

Escolha as formas em que irá captar os seus leads. Pode ser uma isca digital, uma landing page, um campo específico em seu site, etc. Quanto mais atrativas as suas formas de captação, maior a quantidade de leads em sua lista.

 

3.       Tenha um escopo da sua estratégia de e-mails e do conteúdo

Da mesma forma como você planeja e cria estratégias nos conteúdos das redes sociais do seu negócio, é preciso pensar estrategicamente no conteúdo dos e-mails. Faça um escopo e um esboço do que vai tratar com o seu público nas suas campanhas.

 

Pense no Funil de Vendas do seu negócio, entenda que é preciso criar conteúdos que contemplem os clientes de topo, meio e fundo de funil. 

 

Ter em mente algumas questões pode te ajudar no direcionamento do seu conteúdo. São elas:

 

  • Quem é o seu público no geral? 
  • Quem é o seu público da lista de leads do e-mail marketing? 
  • Em qual jornada de compra e etapa do funil de vendas eles estão e qual o seu objetivo? 

De posse dessas informações, será bem mais simples ter uma estratégia de conteúdo alinhada com seu negócio e o seu público específico da lista de e-mails.

 

4.       Tenha um calendário editorial

Assim como você faz calendário editorial para demais conteúdos, tenha um calendário editorial para o seu e-mail marketing.

 

Defina a periodicidade em que enviará o e-mail para sua base de leads e cumpra, afinal o objetivo é que seus clientes esperem pela sua comunicação como parte da rotina, e se, por exemplo, você definir enviar toda quinta-feira, vários dos seus clientes podem esperar por seu contato neste dia.

 

Encontre o equilíbrio, enviar muitos e-mails pode cansar o seu cliente reduzindo a taxa de abertura e enviar poucos e-mails pode desengajar os leads. Dessa forma, a periodicidade e o cumprimento de um calendário pré-determinado podem te ajudar a ajustar esses envios.

 

5.       Crie padrões

Tenha padrões para o seu negócio. Padronize o layout dos seus e-mails para que sejam facilmente identificados. Tenha uma linguagem padronizada na tratativa com seus clientes.

 

Utilize essa linguagem e tom sempre que possível, em todos os pontos de contato da sua empresa, inclusive nas campanhas de e-mail marketing.

 

Algumas dicas podem te ajudar a otimizar seus e-mails:

 

  • Tenha somente uma CTA (Call to Action) por campanha/e-mail, assim você não confunde o seu cliente pedindo que ele faça várias ações em um único e-mail. Mantendo a mesma Call to Action dentro do e-mail ele sabe o que fazer, e com a sutil repetição dela dentro do e-mail você reforça o que quer que ele faça, alinhado ao objetivo do e-mail;

  • Coloque sempre o título e headline do seu e-mail na parte superior do e-mail, para que o cliente visualize logo que abrir e saiba do que se trata. Assim como tenha a logo ou o nome do seu negócio no topo, para que ele identifique de quem é o e-mail;

  • Para que o e-mail fique leve de ser lido, coloque imagens alinhadas ao conteúdo. O ideal é uma proporção de 60% de texto e 40% de imagens em uma estrutura de e-mail;

  • Sempre deixe disponível a opção de descadastro. Deixar essa opção de forma fácil, caso o destinatário queira sair da sua lista de e-mail reduz sua taxa de reclamação e de marcações como spam. Além de ser uma boa prática perante ao cliente, que muitas vezes pode apenas querer deixar de receber seus e-mails, mas não de ser cliente da sua empresa.

6.       Conheça o seu público e segmente

Entenda que o público do e-mail funciona como o público das redes sociais. Em geral, nem todo mundo que te segue no Instagram, te curte no Facebook e no Pinterest, por exemplo. Assim, o seu público da sua base de leads do e-mail é um público específico e é preciso segmentar.

 

A segmentação pode ser baseada em nichos, ou pelo tipo de produto que o cliente consome da sua empresa, por exemplo. Logo, com a sua base de leads segmentada você cria ações específicas para cada segmento, atingindo seus clientes com o tipo de conteúdo que realmente é do interesse deles. Dessa forma, a taxa de abertura e de cliques é muito maior.

 

7.       Faça testes ao investir em e-mail marketing

Depois que toda a sua campanha de e-mail marketing estiver estruturada e funcionando é hora de aplicar testes. Testar qual a quantidade de e-mails enviados, qual o melhor dia e horário, qual conteúdo tem maior aceitação, entre outros testes.

 

Logo, analisando os testes e resultados, você consegue melhorar e otimizar a sua campanha de e-mail marketing.

 

8.       Analise as Métricas

O sucesso de uma empresa está nas métricas. Analisar as métricas e entender o que funciona nas suas estratégias e o que precisa ser melhorado.


Dentro do e-mail marketing, algumas métricas importantes a serem analisadas são:

 

  • E-mails entregues – É o volume mensal de e-mails enviados, assim você consegue analisar a sua frequência;
  • Abertura – Quantidade de e-mails abertos pelos seus leads;
  • Cliques – Número de cliques nas CTAs dos e-mails;
  • Conversões – A quantidade de conversões realizadas vindas dos e-mails, de acordo com o objetivo de cada campanha;
  • Bounce/Hard Bounce – Quantidade de e-mails que retornam devido a algum erro e os e-mails inválidos dentro da sua base de leads;
  • Spam – Número de e-mails que são sinalizados como spam por seus leads.

e-mail marketing para negócios

 

Por fim, seguindo os passos você conseguirá investir em e-mail marketing de forma efetiva, gerando resultados para o seu negócio e entregando conteúdos que agreguem valor para seus leads e clientes.

Agora que você já sabe a importância dos e-mails marketing para o seu negócio, por que não se escreve em nossa lista de e-mails para receber mais conteúdos como este?

Posts relacionados

Siga nossas redes sociais

Eiii, vc já vai?

Antes cadastre-se em nossa lista vip e receba novidades exclusivas de Marketing e Vendas direto no seu e-mail.