Veja o impacto da atualização do iOS 14 e os anúncios do Facebook

Se você já utiliza o Gerenciador de Anúncios do Facebook, você deve ter visto um aviso sobre a nova atualização da Apple para o IOS 14. 

 

Muito tem se discutido no meio digital sobre essa atualização e o quanto isso impacta diretamente nas formas de anunciar. Dessa forma, trouxemos algumas respostas para esclarecer os fatos do IOS 14 e os anúncios no Facebook.

 

Como a atualização do IOS 14 e os anúncios no Facebook são afetados?

 

De forma simples, a Apple anunciou a atualização do IOS 14, que afeta a forma como Facebook recebe e analisa os eventos de conversão, como o Pixel do Facebook. Logo, qualquer empresa que utiliza o gerenciador de anúncios do Facebook em conjunto com o rastreamento de conversões pelo Pixel, serão afetados pela atualização do IOS 14.

 

Em síntese, a Apple exige que os aplicativos da Apple Store, peçam autorização para o aplicativo rastreá-los fora da plataforma, através de uma forma de janela prompt. Essa autorização é familiar, tendo em vista que todos os sites com formas de rastreamento de cookies estão se adaptando as exigências da Lei LGPD. 

 

É mais que esperado que a grande maioria dos sites que você visita ao longo do dia, apresentam algum tipo de janela, prompt ou pop-up pedindo autorização para rastreamento de cookies.

 

Podemos entender que com a força que a LEI LGPD ganhou, é comum que a preocupação com a proteção de dados dos usuários extrapole os limites dos sites para aplicativos, etc.

 

Veja o impacto da atualização do iOS 14 e os anúncios do Facebook

O que muda para os anúncios?

Com a atualização do IOS 14, se o usuário optar por não permitir o rastreamento de cookies – do pixel do Facebook, um grande efeito dominó pode ocorrer:

 

  • A impossibilidade de rastrear os cookies dos usuários e consequentemente o comportamento deles, a aplicabilidade e eficácia do Pixel do Facebook se torna severamente comprometida;

  • Consequentemente, os relatórios gerados serão imprecisos, com informações faltantes ou inconsistentes;

  • Com informações imprecisas, todo o esforço de re-marketing se torna ineficaz.

Além das dificuldades para o re-marketing, podemos salientar a dificuldades em personalizar os anúncios:

  • Sem informações consistentes, a hipersegmentação e personalização de anúncios enfraquece;

  • Quanto menos as opções para segmentar os anúncios, aumenta o desperdício de gastos com anúncios que não serão totalmente direcionados ao público-alvo.

Como o Facebook se posiciona?

Claramente, a atualização do IOS 14 impacta diretamente na receita do Facebook, e não é pouco.

 

Os números comprovam isso:

 

  • Uma pesquisa feita pela Statista mostram que 79% dos usuários utilizam unicamente o aplicativo do Facebook;

  • Em contrapartida, apenas 1,7% dos usuários, utilizam apenas computadores ou notebooks para acessar o Facebook;

Logo, podemos entender que desses 79% dos usuários exclusivamente do aplicativo, há uma grande parte que utiliza o IOS 14. Dessa forma, alguns desses usuários não permitirão o rastreamento do seu comportamento.

Assim, é possível ter uma ideia de como esse efeito dominó irá prejudicar tanto os anunciantes que utilizam o Gerenciador de Anúncios do Facebook como o próprio Facebook, que sofrerá financeiramente com esse abalo nas informações gerenciais dos usuários.

Porém, o Facebook respondeu atacando a Apple, afirmando que isso refletirá negativamente em pequenas empresas que utilizam a plataforma para anunciar. Apesar de ser verdade, essa resposta é um tanto quanto apelativa e manipuladora, tendo em vista que o Facebook se beneficia ao máximo da publicidade de grandes empresas.

Mesmo que pequenas empresas também gerem receita, certamente não é o foco da receita do Facebook Ads.

Ainda na resposta do Facebook para a Apple, ele afirma que essa atualização incentiva que os aplicativos incluam pagamentos e assinaturas dentro de suas próprias plataformas, o que consequentemente geraria lucro para a Apple.

E de forma ainda mais séria, incitam que a Apple não está sujeita as suas próprias regras, uma vez que a plataforma de anúncios da Apple não exige a apresentação de um prompt para os usuários permitirem ou não o rastreamento de dados.

Logo, se a Apple não precisa dessa autorização, porque os demais aplicativos precisam?

Anuncios no Facebook e IOS 14

Atualização do IOS 14 e os anúncios no Facebook: o que muda?

 

Seus anúncios serão afetados de varias formas pela atualização do IOS 14. Algumas delas são:

 

As empresas serão forçadas a recorrer a assinaturas e pagamentos

Entenda que a Apple não recebe uma redução na receita de anúncios do Facebook ou de outros aplicativos semelhantes. Em contrapartida, recebem essa dedução quando um aplicativo tem um plano de pagamentos ou assinaturas. 

 

Logo, sempre existirão formas de fazer com que esses meios de pagamentos internos sejam a opção.

 

Publicidade menos eficiente

Com a dificuldade em rastrear os dados dos usuários, a possibilidade de segmentar a sua campanha e até mesmo em fazer re-marketing se tornará ineficaz. O Pixel do Facebook acabará se tornando inútil para os anunciantes.

 

Queda na receita de anúncios de instalação de aplicativos

Desenvolvedores de aplicativos serão igualmente prejudicados, uma vez que não conseguirão segmentar com eficiência seu público, reduzindo o número de instalações e consequentemente a receita vinda dessas instalações.

 

Maior dificuldade para as pequenas empresas alcançarem seu público-alvo, limitando seu crescimento

Essa dificuldade remete a capacidade da pequena empresa não apenas fazer re-marketing dentro do seu próprio site, quanto de aproveitarem os dados do Pixel para públicos semelhantes.

 

Como anunciar evitando a atualização do IOS 14?

Você pode tentar seguir algumas ações a fim de otimizar seus anúncios, minimizando os efeitos negativos da atualização do IOS 14.

 

Campanhas om objetivos de conversão: exclua dispositivos IOS

Claramente essa não é a solução, mas no momento, pode te ajudar a não perder dinheiro. Opte por anunciar apenas para dispositivos Android.

 

Crie campanhas com outros objetivos além da conversão

Você pode utilizar outros objetivos de campanha além da conversão e, focar em não utilizar somente os dados do Pixel do Facebook para fazer re-marketing. Você pode inclusive pensar na possibilidade em investir na prospecção de novos clientes, além dos que já visitaram o seu site.

 

Utilize Landing Pages

Uma forma de criar uma base de dados sobre os visitantes do seu site para um futuro re-marketing ou criação de público semelhante é utilizando Landing Pages. Criar páginas que solicitem informações onde o usuário esteja disposto a fornece-la formam uma base de dados muito mais fidedigna.

 

Entenda que não é o fim dos anúncios no Facebook. O ser humano e as empresas tem grande pode de adaptabilidade, logo, podemos esperar alternativas e soluções para resolver essas questões e problemas que a atualização do IOS 14 nos anúncios do Facebook.

 

Enquanto o Facebook não nos apresenta novas soluções, você pode buscar alternativas, além de buscar confiar menos no pixel do Facebook.

Posts relacionados

Siga nossas redes sociais

Eiii, vc já vai?

Antes cadastre-se em nossa lista vip e receba novidades exclusivas de Marketing e Vendas direto no seu e-mail.